Lápis Sobre Tela #1 – Ramon Villalobos

Nesta nova seção, pretendemos selecionar alguns artistas no universo dos quadrinhos e discorrer sobre suas produções nesse meio, apesar de que palavras são um pouco desnecessárias, uma vez que as suas obras já costumam falam por eles. Ou seja, sem muitas análises cabeçudas ou nitpickings chatos, somente comentários breves. Dito isso, a primeira pessoa selecionada é o peculiar mundo de Ramon Villalobos.

5405643-pic_villalobos-1

https://comicvine.gamespot.com/

No divertidíssimo tie-in das Guerras Secretas de 2015, no qual se faz uma releitura do arco E de Extinção dos Novos X-Men, um certo desenhista incumbido de orquestrá-la em conjunto com o Chris Burnham (que de acordo com esta entrevista é admitidamente uma inspiração do ilustrador) mostrou ao que veio, agraciando a minissérie com uma exibição fantástica de qualidade. E isso porque, segundo o próprio, ele estava com medo de mexer com arte sequencial, visto que na época ele só tinha trabalhado como capista. Responsável pelas próprias cores, o desenhista costuma optar pela utilização de cores fortes nos fundos, como se tudo estivesse imerso em um sonho Pop-Art febril (ou se preferir, paraíso CMKY), em oposição direta com a situação decadente retratada na história.

4592194-e_is_for_extinction_1_preview_2.jpg

https://comicvine.gamespot.com/

Mesmo com uma arte reminiscente do granulados e rugosos X-Men do bizarramente excepcional Frank Quitely, o escudeiro de Grant Morrison em X-Men (e em em tudo na vida, aparentemente), Villalobos é dono de um senso de identidade bem-definido, que é expresso pela vividez dos quadros, posturas desengonçada e um certo humor negro, caracterizado através da representação decadente dos seus personagens.

x4

953c9b8bf497e05c20cf6bf96077e42b

O inevitável comparativo entre os dois quadrinhistas

pinterest.com

A sua arte detalhada grita autenticidade em cada tracinho desenhado, tal como parece demonstrar que Villalobos se diverte de verdade compondo os desenhos.

c1d47c7e65b594d5cc6cb50a09713800

pinterest.com

Uma pena que ainda não há muitos holofotes sobre ele, por seus trabalhos ainda serem relativamente recentes. Sabe-se que apesar do nome, ele é estadunidense, e (como o seu trabalho claramente indica) é um aficionado por super-heróis, que desenha sem parar desde a infância. Dentre os seus trabalhos mais notórios no mainstream, além de E de Extinção somam-se coisas como Motoqueiro Fantasma, um What-If da Era de Ultron, Falcão Noturno, Jovens Vingadores e parte da série Original Sins (não confundir com “Original Sin”).

Ramon é bem ativo na internet, e pode ser achado no seu DeviantArt,, no seu antigo Blog, no Twitter , e principalmente em seu Tumblr, no qual manda ver em comissions ou no que lhe vier à telha. Resta orar para que ilustre em um futuro próximo algum projeto diferente de algum personagem com uma pegada suja ou urbana, como o Justiceiro ou o Cavaleiro da Lua.

aquaman1000

Ms-Marvel-Ramon-Villalobos-Art-Of-The-Week

2fdcf07a7c656c91d7ce815c700a2ae9

67b16f4e0e997985ea737ddbeacf6989.jpg

75e2463e927e887289a4cda74da52319

c1a9cc2acbd53174191bc6c8e3794367

Super-Homem do DCU (Henry Cavill)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s